Instituição

O Colégio Rogacionista foi fundado em 9 de agosto de 1984 e recredenciado pela Portaria nº 107 de 13/3/09 - SEEDF, mantendo duas bases físicas localizadas nas:

• EQ 32/34 - Área Especial D - Guará II – DF - Base Física I, onde funciona a Educação Infantil e o Ensino Fundamental - 1° ano ao 5° ano. • Área Especial 08, Módulo B - Guará II – DF - Base Física II, onde funciona o Ensino Fundamental do 6° ano ao 9° ano, 7ª série e 8ª série em extinção progressiva e Ensino Médio.

O Colégio Rogacionista é mantido pela Mantenedora Associação Rogacionista de Educação e Assistência Social - AREAS, anteriormente denominada Colégio Rogacionista PIO XII. É considerada pessoa jurídica de direito privado, associação civil, de natureza confessional, beneficente, sem fins econômicos e lucrativos, de caráter educacional, cultural e de assistência social, constituída dos ensinamentos e do carisma do Fundador Santo Aníbal Maria Di Frância, com seu Registro Civil de Pessoas Jurídicas fundada em 9 de maio de 1958, na cidade de Criciúma – Santa Catarina.

O Santo Aníbal Maria Di Frância, nascido na cidade de Messina, Itália, viveu o evangelho da caridade de modo extraordinário. Movido por um autêntico amor a Deus, aproximou-se dos pobres com grande respeito e delicadeza assumindo as necessidades e as exigências de todos, porém teve especial carinho pela sorte dos menores. Edificou e dirigiu, com uma presença direta, continua e eficaz, várias obras educativas, tornou-se para todos nós, modelo de educar singular, iniciador de um método e de novas instituições de caridade e educativa inspiradas, também, no evangelho.

O sonho de construir um Colégio em Brasília começou em 1984. Fruto do desejo de algumas pessoas que almejavam possibilitar um estudo de qualidade aos moradores que continuavam a chegar a nova capital do Brasil. Sabiam que, por ser nova, era carente de uma instituição de ensino particular. Era importante que aquelas aspirações saíssem do papel e tomassem a forma concreta. Afinal, muitos seriam beneficiados. A proposta de criação do Colégio Rogacionista foi encaminhada ao Conselho de Educação em Brasília e suas atividades deram início na EQ 32/34 Lote D– Guará II, em 1985, com estudantes nas modalidades de Educação Infantil e Ensino Fundamental.Tendo em vista a qualidade do ensino prestado à comunidade, próximo passo se deu em grande estilo. Foi criado, no ano de 1991, o Colégio Rogacionista Pe. Aníbal Di Frância na Área Especial 08 Lote B – Guará II, oferecendo a Educação Infantil e o Ensino Fundamental com 200 alunos.

O Colégio Rogacionista foi reconhecido pela Portaria n° 24 de 1992,funcionando em duas bases físicas. No ano de 1993, foi inaugurado o novo prédio, dando início as atividades em 1994, com uma nova organização. Na Área Especial 08, o prédio ficou para o funcionamento do Ensino Fundamental de 5ª a 8ª séries e o Ensino Médio com sua primeira turma de 3° ano e, na EQ 32/34 estabeleceu-se a Educação Infantil e o Ensino Fundamental de 1ª a 4ª séries, com um total nas duas bases físicas de 1.423 estudantes.

Dentro desta filosofia, a democracia é fundamental. Os estudantes estão sempre expondo novas ideias para o melhor funcionamento do Colégio e a direção procura discutir e avaliar a importância de cada uma delas.No decorrer do ano, o Colégio desenvolve várias atividades e a participação dos pais é sempre requisitada. Procuramos sempre fazer um trabalho próximo à família, pois é necessário estimular o contato entre pais, filhos e a instituição de ensino, além de contribuir para a formação de uma consciência social.

A qualidade de ensino oferecida, o número de aprovação na Universidade de Brasília e nos mais variados vestibulares comprovam esta qualidade a cada ano. O Colégio Rogacionista, desde sua fundação, tem como princípio básico formar pessoas que sejam felizes e participem construtivamente da sociedade para que tenha justiça social, convivência harmônica e respeito mútuo, permitindo aos estudantes desenvolverem suas potencialidades individuais e coletivas e contribuindo, assim, para a formação de uma consciência social.